vo rita

Avó... Doce palavra caramelada...
Sinto o cheiro da manga espada no quintal da saudade
Sinto saudades da rede na varanda embalando nossa infância
Ouço o arrastar dos chinelos nos pés pequenos da Avó Rita
Que saudade...
O fogão de pó de serra aquecia os corações
A batata frita com gosto de recordações
Mistérios nas gavetas
Descobertas nos baús
Surpresas nos quartinhos
Pote de balas sempre cheio de carinhosos mimos ou pote de mimo cheio de balas...
Casarão de Vó, natais de minha infância...
Quantas saudades, quantas recordações boas, quanto tempo...
Ah Avó Rita... Como eu te amei.